Google Translate

Google Search Brasil Poesias All Web

Google Connect

Google+ Followers

"Quando você ouvir a minha voz... Por favor, entenda..."

domingo, 6 de dezembro de 2009

Da Poética em Vinicius de Moraes no poema "Eu Quero a Mulher Que Passa"

Da poética em Vinicius de Moraes ninguém duvide. Sonetista apaixonado e apaixonante. Danusa Leão, em seu livro "Quase Tudo" revela os bastidores da vida de Vinicius de Moraes. Nada que já não se soubesse. Referi, apenas, por que chamou a lembrança.
Vinicius como sempre apaixonado ao extremo. Quando não estava enclausurado vivendo uma paixão, estava pelos bares e calçadas procurando uma nova paixão.
Este poema bem reflete o estado sempre apaixonado de Vinicius.
"Meu Deus! Eu quero a mulher que passa". Sinta o lirismo, a busca errante.
Várias leituras se pode inferir. Perceba a mudança verbo-pronominal impecável. Ora a mulher que passa é "ela", terceira pessoa do singular; ora a mulher que passa é "tu", segunda pessoa do singular. Vinicius alterna tais nuances no decorrer do poema, findando na terceira pessoa do singular, representando a ausência e a distância do ser amado, no entanto, o poema é leve, como se fosse uma brincadeira, um exercício literário. Perceba, na estrofe final, no primeiro verso, o trocadilho: "Que fica e passa" com "que pacifica". E continua, agora, sério a constatar o inexorável: "Que tanto é pura como devassa! // Que bóia leve como a cortiça;", findando com o que poderíamos dizer, num verso cínico: // "E tem raízes com a fumaça."

Cremos que Vinicius utilizou-se desse poema referindo-se aos seus amores já passados, findos, acabados, replicando a sua paixão duradoura -- ainda -- com a efemeridade das paixões femininas. Ter "raízes como a fumaça" é um fecho perfeito a comprovar nossa assertiva.
(Lustato Tenterrara)

http://www.lustatotenterrara.com
Amor & Poesias Messenger Love & Passion of Lustato Tenterrara

e http://BrasilPoesias.ning.com
Brasil Poesias Rede de Músicas Prosa Verso Poemas e Relacionamentos

referente a:

"A Mulher Que Passa Vinicius de Moraes http://brasilpoesias.ning.com/group/Vinicius "Meu Deus, eu quero a mulher que passa. Seu dorso frio é um campo de lírios, Tem sete cores nos seus cabelos, Sete esperanças na boca fresca! Oh! como és linda, mulher que passas. Que me sacias e suplicias Dentro das noites, dentro dos dias! Teus sentimentos são poesia; Teus sofrimentos, melancolia. Teus pelos leves são relva boa Fresca e macia. Teus belos braços são cisnes mansos Longe das vozes da ventania. Meu Deus, eu quero a mulher que passa! Como te adoro, mulher que passas! Que vens e passas, que me sacias: Dentro das noites, dentro dos dias! Por que me faltas, se te procuro? Por que me odeias quando te juro Que te perdia se me encontravas E me encontrava se te perdias? Por que não voltas, mulher que passas? Por que não enches a minha vida? Por que não voltas, mulher querida, Sempre perdida, nunca encontrada? Por que não voltas à minha vida, Para o que sofro não ser desgraça? Meu Deus, eu quero a mulher que passa! Eu quero-a agora, sem mais demora. A minha amada mulher que passa! Que fica e passa, que pacifica; Que é tanto pura como devassa! Que bóia leve como a cortiça; E tem raízes como a fumaça." Vinicius de Moraes http://brasilpoesias.ning.com/group/Vinicius"
- Meu Deus Como Eu Quero a Mulher que Passa by Lustato Tenterrara et "Eu Quero a Mulher que Passa" by Vinicius de Moraes - Brasil Poesias Música Prosa Verso Poemas e Relacionamentos NET (ver no Google Sidewiki)

Veja alguns de nossos posts neste blog. Você poderá gostar também desses:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

LinkWithin recomenda os seguintes posts:

Desde 2009 :: Postagens Mais Acessadas

Pesquisar neste Blog Oficial, Links direcionais ou Toda a Web